Pesquisar

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

"Jesus é a luz que vem do alto"


















Definitivo


Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que
gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um
amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...

Que o brilho das estrelas, e da luz que é Jesus façam brilhar a nossa luz interior cheia de energia, amor e paz. E  ela possa ser expandida por toda nossa família, nossos amigos e conhecidos no mundo inteiro, amém!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

domingo, 25 de dezembro de 2011

Happy 2012



Que a saúde, o amor, a família, os amigos, a felicidade, o sucesso pessoal/profissional e a harmonia sejam uma constante em nossas vidas neste momento presente e nos momentos futuros por toda nossas vidas.

Que Deus abençoe a nós todos, amém!

domingo, 18 de dezembro de 2011

"Todo dia de domingo"

        Vista do alto do Paço da Alfandega - Recife/PE


Prenúncio de uma noite...

A noite caía devagar deixando o dia lançar seus últimos raios nostalgicos. As estrelas vinham de mansinho surgindo no firmamento anunciando uma linda noite de domingo em dezembro. Casais de namorados se encontrando na praça para mais uma noite de juras de amor trocadas ao pé do ouvido.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

"Não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo."



O tempo 



A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
... Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.


Mário Quintana

domingo, 27 de novembro de 2011

O amor é lindo expressado em música ou poesia, enfim... de todas as formas é lindo.

























Turquesas e Corais 

Paulo Ricardo


Eu só queria te dizer
Que eu te amo e nada mais
Mas sei que isso é um clichê
Que tu mereces muito mais
Por isso eu vou te oferecer
Palavras de turquesas e corais




Continua...

És linda como a deusa Vênus
És uma estrela a cintilar
E tu mereces, pelo menos
Um céu azul pra te abraçar
Mas mesmo o céu é tão pequeno
Diante de tudo que eu vou te dar


Vou te cobrir de diamantes
E te banhar em ouro em pó
Nas águas claras dos amantes
Para que nunca estejas só
Porque tu és a escolhida
Por toda a minha vida
Pela força imensa desse amor


E uma cascata de brilhantes
Como um presente de noivado
Algo que nunca viste antes
E um pôr-do-sol azul-dourado
E tudo o que você quiser
Pra ficar sempres ao meu lado
E pra sempre ser minha mulher


Vou te dar meu coração
Como se fosse uma flor
Vou fazer uma canção
Simples pra falar de amor
Com carinho e emoção
Tudo isso pra pedir tua mão

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Olá, vocês!

Desejo a todos um excelente final de semana,


Um beijo grande no coração.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Preste atenção apenas nas coisas im- portantes, esqueça o resto...


                                                                                           gizmodo.com.br




















Saco de Batatas 


Um professor pediu que os alunos levassem batatas e uma bolsa de plástico para a aula. Mandou que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas, escrevessem os seus nomes nas batatas e as colocassem dentro da bolsa. Está claro que algumas das bolsas ficaram muito pesadas.


Continua...



A tarefa consistia em, durante uma semana, levar a todos os lados a bolsa com batatas. Naturalmente a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo.


O incômodo de carregar a bolsa,  bem como o fato de colocar a atenção na bolsa para não esquecê-la em nenhum lugar, faziam com que os alunos deixassem de prestar atenção em outras coisas que eram importantes para eles.


Esta é uma grande metáfora do preço que se paga, todos os dias, para manter a dor, a bronca e a negatividade. Quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentando o stress e roubando a nossa alegria. Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a paz e a calma. Portanto, jogue fora suas "batatas".

Fonte: http://www.riototal.com.br - Carlos Vinícius Vieira Machado

Feliz Dia de Ação de Graças


                                                         casamenteiras.com.br

Feliz Dia de Ação de Graças

(AO 1945: Dia de Acção de Graças), conhecido em inglês como Thanksgiving Day, é um feriado celebrado nos Estados Unidos e no Canadá.Neste dia, pessoas dão as graças com festas e orações.


Expressar gratidão não é um costume muito difundido entre nós. Quando temos saúde, quando conseguimos superar as dificuldades e os problemas, em geral, apenas não reclamamos.  Reconhecer as coisas boas que nos acontecem pode ser um estímulo para vivermos cada vez melhor. Quem tem fé agradece a Deus e aos irmãos. E todos, independente da fé, podemos fazer do Dia de Ação de Graças, na quarta quinta-feira de novembro, um dia de saborearmos nossas conquistas.


Humildade 


Senhor, fazei com que eu aceite
Minha pobreza tal como sempre foi.
Que não sinta o que não tenho.

Não lamente o que podia ter
E se perdeu por caminhos errados
E nunca mais voltou. Dai, Senhor, que minha humildade
Seja como a chuva desejada,
Caindo mansa,
Longa noite escura
Numa terra sedenta
E num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
Minha cama estreita,
Minhas coisinhas pobres,
Minha casa de chão,
Pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
Debaixo do meu fogão de taipa,
E acender, eu mesma,
O fogo alegre da minha casa
Na manhã de um novo dia que começa.

De Cora Coralina.

Agradecimentos

Agradeço pela minha saúde, dos meus irmãos, meus parentes, meus amigos virtuais e os amigos do lado de cá.

Muito obrigada por tudo e que Deus nos conserve bem em todos os sentidos.

Eu colori o dia...



"Eu sonhei que o dia amanheceu nublado
Você não tava do meu lado
E não devia ser assim

Eu achei que as cores tinham desbotado
Que os carros tavam do outro lado
Na rua que não tinha fim..."

Continua...

Um dia pra esquecer
Um dia pra pensar
Um dia pra perceber que tudo precisa mudar
Mas o céu vai se abrir e você vai voltar
Vou acordar e pedir
Pra tudo voltar pro lugar

Eu falhei e posso ter te magoado
Posso ter errado o lado
E só agora percebi

Não quis entender que o céu estava estrelado
Que eu tava desnorteado
E só eu que não pude ver

Um dia pra esquecer
Um dia pra pensar
Um dia pra perceber que tudo precisa mudar
Mas o céu vai se abrir e você vai voltar
Vou acordar e pedir
Pra tudo voltar pro lugar

Mas o céu vai se abrir e você vai voltar
Vou acordar e pedir
Pra tudo voltar pro lugar

Pra tudo voltar
Pra tudo voltar pro lugar

----- /

Pra Tudo Voltar Pro Lugar

Saulo Roston

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

"Mesmo que você não esteja aqui, o amor está aqui..."






Porque eu sei que é amor.

Titãs.


Porque eu sei que é amor
Eu não peço nada em troca
Porque eu sei que é amor
Eu não peço nenhuma prova

Mesmo que você não esteja aqui
O amor está aqui
Agora
Mesmo que você tenha que partir
O amor não há de ir
Embora


Continua...

Eu sei que é pra sempre
Enquanto durar
E eu peço somente
O que eu puder dar

Porque eu sei que é amor
Sei que cada palavra importa
Porque eu sei que é amor
Sei que só há uma resposta

Mesmo sem porquê eu te trago aqui
O amor está aqui
Comigo
Mesmo sem porquê eu te levo assim
O amor está em mim
Mais vivo

Porque eu sei que é amor.

domingo, 20 de novembro de 2011

"Feliz é aquele que aproveita tudo com prazer quando tem necessidade."


 

 

 

 

 

 

 

 

Felicidade e riscos...

 

Feliz é aquele que saboreia quando come, enxerga quando olha, dorme quando deita, compreende quando reflete, aceita-se e aceita a vida como ela é.

Há quem diga que felicidade depende, antes de tudo, de bastar-se a si próprio; de não depender de ajuda, de opinião e, sobretudo, de não se deixar influenciar por ninguém.

Será mesmo? Você pode imaginar uma pessoa assim?

Lao Tzé dizia: "Grande amor, grande sofrimento; pequeno amor, pequeno sofrimento; não amor, não sofrimento".

Pode imaginar você um homem sem paixão, sem desejos? A felicidade, entendida assim, não seria apenas um engôdo, algo contra a natureza humana?

Evidentemente! Sem amor, sem paixão, que sentido teria a existência?

A felicidade é proporcional ao risco que se corre. Quem se protege contra o sofrimento, protege-se contra a felicidade.

Quem se torna invulnerável, torna sem sentido a existência.

O homem feliz aceita ser vulnerável. O homem feliz aceita depender dos outros, mesmo pondo em risco sua própria felicidade.

É a condição do amor e de todas as relações humanas, sem o que a vida não teria sentido.


(Autor desconhecido)


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

"Um amor desinteressado."

























"Um cachorro na vida de uma criança na infância é um teste de amor desinteressado da parte dela."

B.O.M  D.I.A  para quem for do dia __,,,__(*;*)__,,,__

"De qualquer jeito, em qualquer lugar, . . ."


Imagem da revista Cláudia - Ano/2000 - Efeito by Sônia Silva 
























PAIXÃO
--------------------

Flora Figueiredo


De qualquer jeito,
em qualquer lugar,
por qualquer ângulo,
hei de ser sua.

No aconchego do lar,
ou no olho da rua.


Continua...


Sem nenhum preâmbulo,
nem explicação.

Ao tomar na minha sua mão,
como quem une as vidas numa prece,
vamos seguir o rumo dos canários
e deslizar sobre o azul imaginário
de que se veste o céu quando amanhece.

Mas, quando a estrela rasgar a noite
de ciúme enfurecida,
há de vagar sozinha pelo espaço,
pois estarei afogada nos seus braços.
das delícias do amor adormecida.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Para amar, há sempre tempo.






















Ama-me. É tempo ainda. Interroga-me.
E eu te direi que o nosso tempo é agora.
Esplêndida avidez, vasta ventura
Porque é mais vasto o sonho que elabora


Há tanto tempo sua própria tessitura.


Ama-me. Embora eu te pareça
Demasiado intensa. E de aspereza.
E transitória se tu me repensas.

               
By: Hilda Hilst

"Sou eu que vou ser seu colega..."



O Caderno...

Chico Buarque


Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco até o bê-a-bá
Em todos os desenhos
Coloridos vou estar
A casa, a montanha, duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel

Ouçam é linda:



Continua...

Sou eu que vou ser seu colega
Seus problemas ajudar a resolver
Sofrer também nas provas bimestrais
Junto a você
Serei sempre seu confidente fiel
Se seu pranto molhar meu papel

Sou eu que vou ser seu amigo
Vou lhe dar abrigo
Se você quiser
Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
A vida se abrirá num feroz carrossel
E você vai rasgar meu papel

O que está escrito em mim
Comigo ficará guardado
Se lhe dá prazer
A vida segue sempre em frente
O que se há de fazer ?

Só peço a você um favor
Se puder
Não me esqueça num canto qualquer

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Homenageando o dia 11.11.11

espelho+quebrado.jpg - meninadabahia.com.br























Reflexo...  


Uma empresa estava em situação muito difícil. As vendas iam mal, os empregados estavam desmotivados, os balanços há meses não saíam do vermelho. Era preciso fazer algo para reverter esta situação. Ninguém queria assumir nada.

Pelo contrário: o pessoal apenas reclamava que as coisas andavam ruins e que não havia perspectiva de progresso na empresa. Eles achavam que alguém deveria tomar a iniciativa para reverter aquele processo. Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um enorme cartaz, onde estava escrito:

Continua...

"Faleceu ontem a pessoa que impedia o seu crescimento na empresa. Você está convidado para o velório, que  acontecerá no pátio da empresa." 

Inicialmente, todos se entristeceram pela morte de alguém, mesmo sem saber quem era, mas depois ficaram curiosos para conhecer aquele que estava bloqueando o crescimento de todos. A agitação no pátio da empresa foi tão grande que foi preciso chamar a segurança para organizar a fila do velório.

Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação ia aumentando.

"Quem será que estava atrapalhando o meu progresso? Ainda bem que esse infeliz morreu!"

Um a um, os funcionários aproximavam-se do caixão, agitados. Ao olhar o defunto, engoliam em seco, ficando no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma.

O que havia no caixão?

Apenas um espelho...

Só existe uma pessoa capaz de limitar seu próprio crescimento: você mesmo.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Dominando seus inimigos internos...

























“Por temor aos obstáculos, as pessoas fracas de espírito não iniciam coisa alguma. As pessoas comuns iniciam coisas, mas as interrompem quando surgem as primeiras dificuldades. Mas as melhores pessoas, ainda que frequentemente abatidas pelas adversidades, não abandonam uma nobre tarefa.”

Bhartrihari 

Saiba por que mente possui 84 mil venenos

Lama Tsering Everest ensina como dominar os venenos da mente, a raiva e alterar carma negativo em positivo. Ela explica a relação entre carma e impermanência, um dos principais alicerces da filosofia budista.

"O carma é algo criado por nós, e tudo o que é criado pode ser alterado"  -  Lama Tsering.


Continua...



O que são e quais são os venenos da mente?  

Os venenos da mente são divididos em três categorias principais. A primeira é o apego ou desejo, que inclui o ficar preso física ou mentalmente a pessoas, objetos e fenômenos. A segunda é a raiva, que significa rejeitar, não querer, afastar algo de você. O terceiro é a ignorância, que significa não ter uma noção clara da vida, não compreender a natureza verdadeira das coisas.

Estes venenos agem de maneira interdependente. O que ocorre é que, quando não temos uma visão real da vida, acabamos criando desejos e apegos. E quando não conseguimos o que queremos, criamos aversão e ficamos com raiva.

Os venenos da mente agem como toxinas, criando energias mentais negativas. Estas energias são expressas em nossas ações, palavras e pensamentos, causando um sofrimento cíclico, em cadeia, que se repete infinitamente.


Existem 84.000 venenos na mente?

Sim. Eles são uma combinação dos três venenos principais, sendo que podemos adicionar a eles o orgulho e a inveja. Estas combinações vão ficando cada vez mais sofisticadas e representam as diferentes formas errôneas com que nossa mente pode atuar.


A raiva seria o principal veneno da mente?

A raiva é o veneno mais grosseiro e o que traz as conseqüências mais terríveis, cruas e diretas. O desejo é mais sutil e, em nossa sociedade atual, é até mesmo considerado uma coisa boa, apesar de trazer tanto sofrimento. Mas o veneno fundamental, realmente, é a ignorância, é o não reconhecimento da natureza verdadeira dos fenômenos. Não podemos dizer que a ignorância seja o pior veneno, mas ele é o primeiro, o que dá origem a todos os outros.

Como fazer para eliminar a raiva ou domá-la?

Há várias formas para começar a lidar com nossos venenos mentais. A primeira coisa a ser feita é reeducar-nos, no sentido de identificar os venenos em nossa própria mente, suas conseqüências e o que podemos esperar deles. Parece óbvio dizer que temos que nos reeducar, mas não é. Por exemplo, achamos que é OK ficar com raiva quando alguém faz algo errado conosco, nos fere, é injusto. E não é OK. A raiva é um veneno mental e produz experiências dolorosas para quem a sente, não importando se o motivo que a tenha criado seja "aparentemente justificável".

Você tem que ser educado para saber que não deve tomar veneno de rato, por exemplo. Se você entender isso, vai saber que se tomar veneno de rato, ainda que o gosto seja doce, sofrerá um dano imenso.

Há um senso comum entre as pessoas de que devemos expressar nossa raiva, "pôr para fora". O Budismo acredita nisso de alguma forma?

Não, o Budismo não acredita nisso, porque os venenos da mente agem como um bumerangue. Se você atirar sua raiva adiante, o que você vai receber de volta é mais raiva. Nós não compreendemos que nossas ações, palavras e pensamentos são como bumerangues, e não como uma bola, que jogamos em direção a alguém e lá ela fica. O bumerangue é atirado adiante e ele volta.

Quando não entendemos essa regra básica, nos tornamos nossas próprias vítimas e, feridos e ignorantes, jogamos o bumerangue de volta, causando sofrimento atrás de sofrimento.

O Senhor Buda ensinou que é importante termos paciência, mesmo quando momentos difíceis acontecem, porque estes momentos são resultado de bumerangues lançados por nós mesmos, anteriormente. Se um bumerangue estiver voltando, aceite-o, tenha paciência, deixe que ele caia. Não atire mais três ou quatro de volta, porque eles também vão voltar.

É melhor "engolir" a raiva?

Melhor engolir do que cuspir de volta. Mas engolir também não ajuda. Por isso, precisamos nos reeducar. Temos que refletir e contemplar as conseqüências dos venenos mentais, para começamos a obter elementos para lidar com eles. No entanto, o que precisamos realmente é cortar esses venenos. E isso conseguimos fazer através da meditação.

Mas, enquanto não desenvolvermos estas técnicas de contemplação e meditação, precisamos evitar a raiva. Se ainda não tivermos os meios hábeis para lidar com a situação, é melhor correr do que reagir. Ou talvez você deva segurar sua respiração por um instante e esperar a raiva passar.


Quando você estiver um pouco mais treinado, talvez não precise correr nem prender a respiração, e consiga converter a situação negativa em amor e compaixão.

Talvez consiga transformar a raiva, lembrando-se de que todos querem ser felizes e as pessoas fazem o que fazem porque acham que aquilo trará felicidade. Ao lembrar-se disso, pode cultivar a compaixão e ver que você e aquela pessoa não são diferentes: você já agiu raivosamente antes porque achava que aquilo o faria feliz. E, compassivo pelo fato de que aquela pessoa não sabe das conseqüências que a raiva traz, você converte sua emoção negativa em emoções positivas, como amor e compaixão. E mais tarde, quando você já estiver ainda mais treinado, poderá não apenas converter o negativo em positivo, mas liberar as emoções negativas em sua própria essência, cuja natureza é a perfeição. Grandes mestres e praticantes lidam com sua raiva dessa forma. A raiva ocorre, mas ela é livre, assim como as nuvens, que ocorrem mas dançam livres no céu.

O que é a impermanência?

Encare sua vida como se fosse um banco no parque, em uma tarde de clima ameno. Você vai até lá passar algumas horas, sentado, aproveitando tudo ao máximo: a brisa fresca, os pássaros cantando, as borboletas, o sol batendo no rosto. Tudo aquilo dura pouco tempo e vai chegar ao fim. Por isso, você deve aproveitar o momento e criar boas condições. Você não deve se apegar ao banco. Não tente colocar uma etiqueta nele com o seu nome, querendo mantê-lo para você! Isso vai impedi-lo de sentir o prazer e a liberdade de estar lá, simplesmente sentado. E se alguém se sentar com você, seja gentil, tratando-a com amor e compaixão. Não brigue com esta pessoa. Seu tempo é muito curto. Vocês estão ali apenas de passagem.

Ao lembrarmos de que tudo na vida é impermanente e chega ao fim, podemos ser generosos com ela, sabendo que provavelmente ela nunca pensa no fato de que terá que deixar o banco em breve, assim como você. Todos nós queremos manter as coisas e não conseguimos. Temos que ter compaixão por elas, e por nós mesmos. Compreender a impermanência nos faz ricos: temos tudo neste momento e podemos ser generosos, abertos, decididos a fazer o que pudermos para beneficiar a todos com o nosso amor, sem medo de perder.

É possível reduzir o carma?

Sim, o carma é purificável através da educação e da meditação. O carma é algo criado por nós, e tudo o que é criado pode ser alterado. Só o que está além da criação - como a natureza absoluta da nossa mente - não pode ser alterado.

Há duas formas de eliminar o carma negativo: uma delas é experienciar as situações da vida sem rejeitá-las, e recebê-las com amor e compaixão, transformando carma negativo em positivo; a outra forma é purificar o carma negativo antes de vivenciá-lo, e ir além do carma, não importando se ele é positivo ou negativo. Esta segunda maneira de abordar a questão é crucial, mas só pode acontecer depois de treinarmos nossa mente através de avançadas técnicas de meditação.

De maneira mais imediata, a melhor coisa a ser feita é transformar carma negativo em carma positivo. Mas precisamos ter em mente que produzir carma positivo não é uma solução absoluta para nosso sofrimento. Porque todo carma, positivo ou negativo, é impermanente. Isso significa que, seja qual for o resultado positivo que você crie, ele também vai mudar, mais cedo ou mais tarde. É um ciclo: o que é positivo se transforma em negativo e o que é negativo, em positivo. A única saída é obter a realização da iluminação e tirar você e sua mente deste sistema cíclico de existência.


Enquanto isso não ocorre, faça seu melhor e crie condições positivas para suas experiências futuras, aceitando o seu carma, vivendo-o da melhor forma posssível e o purificando.

Como fazer para terminar um relacionamento com alguém com quem não combinamos muito, sem criar carma negativo e nem sofrimento?

Podemos dizer que a principal religião de nossa sociedade atual é o amor - nossas músicas, nossos filmes e nossos anseios são todos a respeito de relacionamentos - e, no entanto, nós nem ao menos sabemos o que é o amor. As pessoas se preocupam muito com os relacionamentos mas, na verdade, elas se preocupam mesmo é consigo mesmas. Elas querem ter um amor porque isso fará com que elas se sintam bem.

E o Budismo traz um novo paradigma a este respeito: amar é querer que o outro seja feliz. Ao amar, devemos nos preocupamos com o bem-estar do outro e não em atender aos nossos interesses.


Se você está com uma pessoa, é por causa do carma. Enquanto estiver com ela, você deve fazê-la o mais feliz possível. E se você deve terminar ou não o relacionamento, vai depender se isso vai fazê-la mais feliz ou mais infeliz. Sua preocupação não deve ter nada a ver com a sua própria felicidade. Se você tiver isto em mente, é mais provável que tome a decisão mais correta.

O relacionamento vai acabar de um jeito ou de outro. Lembre-se da impermanência: você e a outra pessoa não duram para sempre. O próprio relacionamento é impermanente e vai acabar naturalmente, quando não houver mais carma entre vocês. Então, aproveite o momento, e não se esqueça de pensar no bem-estar dos demais, mais do que no seu próprio. Isso é libertador.

Fonte: http://www2.uol.com.br - Vya Estelar entrevista Lama Tsering Everest, por Angelo Medina


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Uma rede, uma varanda...

















"Tem dias que tudo o que se quer é uma rede na varanda, um dia de chuva, um livro para ler, uma música suave, boas lembranças pra recordar, e para completar uma preguicinha para provocar um sono conciliador."

"O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia."


“O que vai ficar na fotografia
São os laços invisíveis que havia



As cores, figuras, motivos
O sol passando sobre os amigos
Histórias, bebidas, sorrisos
E afeto em frente ao mar.



Quando as sombras vão ficando compridas
Enchendo a casa de silêncio e preguiça
Nessas horas é que Deus deixa pistas
Pra eu ser feliz



E quando o dia não passar de um retrato
Colorindo de saudade o meu quarto
Só aí vou ter certeza de fato
Que eu fui feliz”



Fotografia – Leoni

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

"A vida é doce, mas não é mole não."



















"A não-violência não existe se apenas amamos aqueles que nos amam. Só há não-violência quando amamos aqueles que nos odeiam. Sei como é difícil assumir essa grande lei do amor. Mas todas as coisas grandes e boas não são difíceis de realizar? O amor a quem nos odeia é o mais difícil de tudo. Mas, com a graça de Deus, até mesmo essa coisa tão difícil se torna fácil de realizar, se assim queremos.” 


Gandhi

sábado, 5 de novembro de 2011

Brincando de fazer arte...

Eu, fazendo arte... rs

























"Cuide dos meios. O fim cuidará de si mesmo."

Gandhi


Obs.: muitos levam muito a sério a frase: 'os fins justificam os meios', nem sempre, pois passar por cima dos outros pra atingir seus objetivos está errado. 

Entender a si mesmo, é tudo que se quer...




"Nenhuma experiência exterior substitui a experiência interna. E é só à luz dos acontecimentos internos que entendo a mim mesmo. São eles que constituem a singularidade de minha vida."
C. G. Jung

Vivendo e aprendendo...

Meus ilustres vizinhos da cobertura do prédio ao lado do meu.             



















"No âmago de todo inverno oculta-se uma primavera palpitante, e escondida sob o véu de cada noite uma aurora sorridente aguarda."

Kahlil Gibran


"Encontra-se a oportunidade para fazer o mal cem vezes por dia e para fazer o bem uma vez por ano."

Voltaire

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pequenos fragmentos de luz...



"... Pensei em tudo que e possivel falar
Que sirva apenas para nos dois,
Sinais de bem, desejos de cais
Pequenos fragmentos de luz.


Falar da cor, dos temporais,
de ceu azul das flores de abril
Pensar alem do bem do mal
Lembrar de coisas que ninguem viu..."

"A Paixão não tem defesa..."


"... Faz tremer a perna
Faz a bela virar fera
Quando alguém que a gente espera
Quer se chegar


Só de pensar
Já me faz mais feliz
Nem bem o amor começa
Eu já quero bis..."

Um dia se percebe que eles cresceram, de repente...



















Antes que elas cresçam...

Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos.

É que as crianças crescem. Independentes de nós, como árvores, tagarelas e pássaros estabanados, elas crescem sem pedir licença. Crescem como a inflação, independente do governo e da vontade popular. Entre os estupros dos preços, os disparos dos discursos e o assalto das estações, elas crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância.

Mas não crescem todos os dias, de igual maneira; crescem, de repente.

Um dia se assentam perto de você no terraço e dizem uma frase de tal maturidade que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura.


Continua...

Onde e como andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu? Cadê aquele cheirinho de leite sobre a pele? Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços, amiguinhos e o primeiro uniforme do maternal?

Ela está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil. E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça. Ali estão muitos pais, ao volante, esperando que saiam esfuziantes sobre patins, cabelos soltos sobre as ancas. Essas são as nossas filhas, em pleno cio, lindas potrancas.

Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão elas, com o uniforme de sua geração: incômodas mochilas da moda nos ombros ou, então com a suéter amarrada na cintura. Está quente, a gente diz que vão estragar a suéter, mas não tem jeito, é o emblema da geração.

Pois ali estamos, depois do primeiro e do segundo casamento, com essa barba de jovem executivo ou intelectual em ascensão, as mães, às vezes, já com a primeira plástica e o casamento recomposto. Essas são as filhas que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias e da ditadura das horas. E elas crescem meio amestradas, vendo como redigimos nossas teses e nos doutoramos nos nossos erros.

Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos.

Longe já vai o momento em que o primeiro mênstruo foi recebido como um impacto de rosas vermelhas. Não mais as colheremos nas portas das discotecas e festas, quando surgiam entre gírias e canções. Passou o tempo do balé, da cultura francesa e inglesa. Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas. Só nos resta dizer “bonne route, bonne route”, como naquela canção francesa narrando a emoção do pai quando a filha oferece o primeiro jantar no apartamento dela.

Deveríamos ter ido mais vezes à cama delas ao anoitecer para ouvir sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de colagens, posteres e agendas coloridas de pilô. Não, não as levamos suficientemente ao maldito “drive-in”, ao Tablado para ver “Pluft”, não lhes demos suficientes hambúrgueres e cocas, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas merecidas.

Elas cresceram sem que esgotássemos nelas todo o nosso afeto.

No princípio subiam a serra ou iam à casa de praia entre embrulhos, comidas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscinas e amiguinhas. Sim, havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de sorvetes e sanduíches infantis. Depois chegou a idade em que subir para a casa de campo com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma aqui na praia e os primeiros namorados. Esse exílio dos pais, esse divórcio dos filhos, vai durar sete anos bíblicos. Agora é hora de os pais na montanha terem a solidão que queriam, mas, de repente, exalarem contagiosa saudade daquelas pestes.

O jeito é esperar. Qualquer hora podem nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer conosco. Por isso, os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável afeição. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto.

Por isso, é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que elas cresçam.


Affonso Romano de Sant'Anna

"Da minha infinita tristeza... Aconteceu você.

                                                             http://pt.photofacefun.com/



















Amor em paz


Eu amei
Eu amei, ai de mim, muito mais
Do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer
E me desesperar

Foi então
Que da minha infinita tristeza
Aconteceu você
Encontrei em você a razão de viver
E de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Porque o amor é a coisa mais triste
Quando se desfaz


Vinícius de Moraes


Ouçam a melodia com Gal Costa, belissíma!



Nota: acho a coruja de uma beleza ezótica fenomenal, mas tenho medo delas.

domingo, 30 de outubro de 2011

Conversando com Deus em sonho...

Pelas ruas da vida...

Um homem teve um sonho certa noite.

Sonhava que caminhava por uma praia com o Senhor...

Pelo sonho passavam também outras cenas de sua vida.

Em cada uma havia ruas nas quais andavam dois pares de pés: os dele e os do Senhor.

Após ver a ultima cena de sua vida, o homem mais uma vez voltou a ver todas as anteriores.

Percebeu então, que muitas vezes, ao longo de intermináveis ruas, caminhava sozinho, sempre nos momentos mais angustiantes de sua vida: quando estivera doente, desempregado e triste.

Perguntou então: "Senhor, tu me disseste certa vez, que me acompanharias sempre.

Porém, notei que nas ocasiões em que mais te precisei, só havia um par de pés nas ruas da vida.

Por que me abandonaste?"

O Senhor respondeu: "Filho amado, amo-o sempre e nunca lhe deixaria. Durante os momentos de dura prova, quando você somente via um par de pés a vagar pelas ruas, eram os meus e eu lhe carregava nos meus braços."

"Quando o amor se faz... Tudo fica mais bonito!

                                  http://pt.photofacefun.com/wallpapers


















VERBOS DE AMOR


Se eu te telefonar
Se mandar te buscar
Der o braço a torcer
Sei que irias ganhar
E eu não iria perder

Da outra vez eu sofri
Te magoei, me feri
Foi difícil aprender
Que, quando chega a paixão
Justamente a razão
É a primeira a ceder

Continua...

Mas as palavras vazias
Rolaram na mesa, pesaram no ar
Eu não sabia pedir
Tu não sabias perdoar

Mulher nascida pra amar
Tenho que obedecer
Ao que o destino quis
E satisfeita dizer
Que sofrer de amor
Só me deixa feliz



João Donato e Abel Silva

sábado, 29 de outubro de 2011

A gente nunca sabe...


                     peregrinacultural.wordpress.com
 
























A fábula do Rato


Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que haveria ali.

Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.

Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:

- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa !!

A galinha disse:

- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.

O rato foi até o porco e disse:

- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira!

- Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar. Fique tranqüilo que o Sr. Será lembrado nas minhas orações.

O rato dirigiu-se à vaca. E ela lhe disse:

- O que ? Uma ratoeira ? Por acaso estou em perigo? Acho que não!

Continua...

Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o da ratoeira pegando sua vítima.

A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.

No escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre.

Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal.

Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la.

Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco.

A mulher não melhorou e acabou morrendo.

Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.


“Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que quando há uma ratoeira na casa, toda fazenda corre risco. O problema de um é problema de todos.” 

Vamos deixando pegadas pela vida afora.



"Há pessoas que desejam saber só por saber, e isso é curiosidade; outras, para alcançarem fama, e isso é vaidade; outras, para enriquecerem com a sua ciência, e isso é um negócio torpe; outras, para serem edificadas, e isso é prudência; outras, para edificarem os outros, e isso é caridade."


(S. Tomás de Aquino)


- O importante é cuidar de fato daqueles que fazem a diferença em nossas vidas quer sejam os parentes, quer sejam os amigos e até os deconhecidos sem nos sentir lesados ou obrigados a nada.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Eu só quero paz e felicidade pra nós todos...



Desejo a todos um excelente final de semana cheio de tudo que há de bom nesta vida,

Um beijo grande na alma de vocês porque a alma é eterna.

Ouçam e acompanhem a letra desta música, é linda!

domingo, 23 de outubro de 2011

A natureza exemplar...





















“A natureza é exatamente simples, se conseguirmos encará-la de modo apropriado… Essa crença tem me auxiliado, durante toda a minha vida, a não perder as esperanças, quando surgem grandes dificuldades de investigação.”

“Deus é a Lei e o legislador do Universo.”


Albert Einstein

- A natureza é uma das maravilhas que as vezes  a gente se esquece de prestar atenção nela.

sábado, 22 de outubro de 2011

Nossos sentimentos são fontes inesgotáveis...



Divina Comédia Humana - Cd Acústico 1991

Composição: Belchior


Estava mais angustiado que um goleiro na hora do gol
Quando você entrou em mim como um Sol no quintal
Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
Não vou ser feliz direito
Porque o amor é uma coisa mais profunda que um encontro casual
Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
Não vou viver satisfeito
Porque o amor é uma coisa mais profunda que um transa sensual
Deixando a profundidade de lado
Eu quero é ficar colado à pele dela noite e dia
Fazendo tudo de novo e dizendo sim à paixão morando na filosofia
Eu quero gozar no seu céu, pode ser no seu inferno
Viver a divina comédia humana onde nada é eterno
Ora direis, ouvir estrelas, certo perdeste o senso
Eu vos direi no entanto:
Enquanto houver espaço, corpo e tempo e algum modo de dizer não
Eu canto

Ouçam a música se quiserem:

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Cada um encena um dos seus eu's a todo momento.

"O mundo inteiro é um palco,

Onde todos os homens e mulheres são meros participantes:

Eles têm suas saídas e suas entradas;

E cada um, por sua vez, desempenha muitos papéis." 


Willian Shakespeare

"Como os nossos pais..."



















"Passamos a metade de nossa vida procurando libertar-nos das tolices que nossos pais nos transmitiram e a outra metade transmitindo nossas tolices aos nossos filhos."



- Isaac Goldberg

domingo, 16 de outubro de 2011

Sejas o que puderes ser, mas com dignidade.

                                                         colunazul.blogspot.com




















Sê... 


Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.


Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Coisas fáceis de se ter e tão dificil de se fazer...


                http://belartesanato.arteblog.com.br/



















NÓS NECESSITAMOS DE. . .


Uma borracha, para apagar de nossa história tudo que nos desagrada;

Um sabonete, para retirar as marcas das máscaras que usamos no dia-a-dia;

Uma tesoura, para cortar tudo aquilo que nos impede de crescer;

Um pássaro, que nos ensine a voar alto e cantar com liberdade;

Um jarro, para conservar o carinho e amadurecer o amor;

Um frasco transparente, para conservar os sorrisos;

Sem tampa, para escutar o alegre som;

Lentes corretoras da visão da vida, que nos permitam enxergar, com amor, o próximo e a natureza;

Um esquilo, que nos mostre como galgar os ramos da árvore da sabedoria;

Agulhas grandes, para tecer sonhos e ilusões;

Um cofre, para guardar as lembranças construtivas e edificantes;

Um zíper, que permita abrir a mente quando se deseja encontrar respostas, outro para fechar nossa boca quando for necessário, e outro para abrir nosso coração;

Um relógio, para mostrar que é sempre hora de amar;

Um rebobinador de filmes, para recordar os momentos felizes de nossas vidas;

Sapatos da moral e da ética, para pisarmos com firmeza e segurança por onde quer que formos;

Uma balança, para pesar tudo que é vivido e experimentado;

Um espelho, para admirar uma das obras mais perfeitas de Deus...

Nós mesmos!!!!"


[Autoria Desconhecida]

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Feliz dia das crianças...

Lembrei de você!

Recados Para Orkut

"A criança que mora em mim saúda a criança que mora em vocês, seus filhos, sobrinhos e/ou netos.

Namastê

sábado, 8 de outubro de 2011

Que tenhámos discernimento pra voltar atrás sempre que precisarmos...

mensagens para orkut alegriaorkut



"Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas que eu nunca pensei que iriam me decepcionar, mas também decepcionei alguém. Já abracei para proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos,e amigos que eu nunca mais vi. Amei e fui amado, mas também fui rejeitado,... fui amado e não amei. Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, e quebrei a cara muitas vezes! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só para escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade, tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)! Mas vivi!E ainda vivo. Não passo pela vida. E você também não deveria passar. Viva! Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, por que o mundo pertence a quem se atreve. E a vida é muito para ser insignificante."

Augusto Branco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...